Coberturas
BANCO MUNDIAL | Política educacional de Sobral será disseminada como exemplo de boas práticas para outros países em desenvolvimento
Home Últimas Notícias BANCO MUNDIAL | Política educacional de Sobral será disseminada como exemplo de boas práticas para outros países em desenvolvimento

 

Agora internacionalmente reconhecida como “case” de sucesso no Brasil, a Educação de Sobral foi tema de reunião da comitiva do Banco Mundial na última  quarta-feira (12/02), no Centro de Convenções, com o prefeito Ivo Gomes. O objetivo do encontro foi apresentar, discutir e validar um relatório técnico internacional produzido pelo Banco sobre o conjunto de políticas públicas de Sobral. O relatório será disseminado internacionalmente pelo Banco Mundial.

O desempenho alcançado pelo município no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), medido pelo Ministério da Educação, impressionou os técnicos do Banco. “Você conseguir ter o melhor Ideb do Brasil entre as redes municipais em um Estado que tem um nível de renda média tão baixo, realmente é algo que chama a atenção e é muito relevante como exemplo para outros países”, explicou André Loureiro, economista sênior do Banco Mundial.

Para ele, a experiência exitosa de Sobral na Educação pode ser replicada em outros países em desenvolvimento como estratégia de combate a um indicador incômodo definido pelo banco como ‘Pobreza de Aprendizagem’, que revela um dado estarrecedor: mais da metade das crianças do mundo com idade até 10 anos não são capazes de ler e compreender um texto simples. “É por isso que a gente está aqui, para ver como é possível vencer esse grande desafio, que também é de toda a sociedade mundial”, destacou.

Para o prefeito Ivo Gomes, o documento elaborado pelo Banco Mundial é importante “para que outros municípios do Brasil e, se for o caso, de outros países não precisem passar por todos os percalços que nós passamos durante esses 23 anos”. Ivo Gomes também destacou a importância da instituição para reverter o déficit de aprendizagem. “O banco tem a possibilidade de condicionar operações financeiras, seja para estados, municípios ou para o próprio governo federal, ao atingimento de determinadas metas e à obediência a determinados ritos que precisam ser obedecidos para que a educação gere bons resultados”, avaliou.

A comitiva internacional permanece em Sobral até sexta-feira. Ela se reunirá com as equipes técnicas da Secretaria da Educação e com professores e fará visitas às escolas da rede municipal.

Compartilhe:
Veja Mais