Coberturas
SMS e Sesa divulgam resultado da segunda fase d
Home Últimas Notícias SMS e Sesa divulgam resultado da segunda fase d

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) divulgaram, na última  quarta-feira (05/08), em coletiva virtual de imprensa, o resultado da segunda fase do estudo científico sobre o impacto da Covid-19 em Fortaleza. A pesquisa, realizada entre os dias 13 e 20 de julho, consistiu na aplicação de 3.300 testes rápidos e a inclusão da coleta de SWAB nasal para RT-PCR, distribuídas em 117 bairros da Capital.

Em relação aos testes RT-PCR, apenas 1,1% dos participantes do estudo foram detectados com o novo coronavírus, e a estimativa de circulação viral foi muito baixa em todas as Regionais, em especial, na Regional II. Conforme a secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, a baixa circulação viral é compatível com a atual situação epidemiológica e assistencial do município de Fortaleza.

“É importante ressaltar que o resultado corrobora tanto com os indicadores epidemiológicos como assistenciais, mas é fundamental alertar a população de que a pandemia não acabou. Ainda precisamos manter as medidas de isolamento, distanciamento, uso das máscaras, higienização das mãos e, principalmente, proteger os pacientes do grupo de risco”, disse a secretária.

Para os testes rápidos, a segunda fase estimou que cerca 13,1% da população, ou 340.600 pessoas, já possuem anticorpos para a Covid-19. O resultado foi similar ao da primeira testagem, que apurou que por volta de 14,2% da população já estão imunes à doença.

Nesse caso, a soroprevalência é mais alta na Regional I, local onde o percentual atingiu 20,8% e foi mais baixa na Regional II, onde 9,2% testaram positivo. Além disso, a imunidade também é maior entre as mulheres e entre os grupos com menor escolaridade e renda.

Demanda assistencial

Foram apresentados gráficos que mostram a queda e a estabilização da demanda assistencial para os casos de Covid-19 em Fortaleza. Em 18 de maio, foram 2.110 atendimentos por síndrome gripal nos 115 postos de saúde. No dia 04 de agosto, foram 598, número que vem sendo constante nas últimas semanas, principalmente desde o período de reabertura das atividades econômicas.

Ainda levando em consideração os número diários, na 20ª semana, a solicitação com suspeita de coronavírus por internação em leitos de enfermaria ou UTI chegou a 135 novos pacientes. Na semana atual, os números chegam a duas novas demandas.

Sobre a pesquisa

O estudo, denominado de Inquérito de Soroprevalência, é considerado o maior do tipo já feito no Brasil e foi realizado em bairros de todas as Regionais de Fortaleza. Os domicílios foram selecionados de maneira sistemática e a escolha do morador a ser testado foi feita por sorteio. A pesquisa foi aplicada por meio de questionário e teste rápido e RT-PCR em pessoas de todas as idades. Foram levados em conta fatores como sexo, faixa etária, escolaridade e número de habitantes por domicílio.

Mais de 250 profissionais, entre agentes comunitários, enfermeiros e pesquisadores estão envolvidos na testagem. Os pesquisadores são identificados com crachá e, como medida de segurança, utilizam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e adotam protocolos recomendados pelos órgãos de saúde.

Veja Mais