Coberturas
Prefeitura de Fortaleza alcança 608 leitos disponibilizados para tratamento exclusivo da Covid-19
Home Últimas Notícias Prefeitura de Fortaleza alcança 608 leitos disponibilizados para tratamento exclusivo da Covid-19

 

A Prefeitura de Fortaleza está ampliando gradativamente a oferta de leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, em um esforço prioritário para salvar vidas diante do agravamento do cenário epidemiológico na Capital. Com a expansão iniciada este ano, Fortaleza já conta, até esta quinta-feira (04/03), com 608 leitos disponibilizados em unidades municipais de saúde e em hospitais contratualizados. São leitos de observação e de enfermaria, além de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de cuidados respiratórios de alta complexidade sendo, nestes últimos, 111 leitos para acolher casos mais graves.

Nos locais de acolhimento municipal, os leitos estão distribuídos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) municipais, sendo 170; no Instituto Dr. José Frota (IJF), com 60 vagas; no Hospital Distrital Edmilson Barros de Oliveira (Frotinha Messejana), com 63; e no Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann (Hospital da Mulher), com 108.

Já as vagas de internação contratualizadas estão divididas em unidades estaduais e federais, como o Hospital Universitário Walter Cantídio, com 56 leitos; o Hospital Fernandes Távora, com 91; e a Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai), com 60 vagas para tratamento infantil.

Os pacientes com indicação para internação, seja em leitos de observação, enfermaria ou UTI, são regulados por meio da Central de Regulação de Leitos do Município, para uma das unidades citadas acima, referência para o atendimento de pacientes com Covid-19.

Assistência à Saúde na Rede Municipal:

Os 116 postos de saúde de Fortaleza acolhem casos leves de síndrome gripal e estão equipados com oxímetro, para auxiliar no diagnóstico precoce de comprometimento pulmonar do paciente, assim como suporte laboratorial e farmacêutico cumprindo o protocolo vigente.

Já os casos de média complexidade são atendidos nas UPAs, sendo 12 na Capital, onde seis são geridas pelo Município e as outras seis pelo Estado. Além disso, para os casos de maior complexidade, o Município conta com leitos de internação exclusivos.

Assim, os pacientes são atendidos conforme as orientações abaixo:

Sintomas leves: 116 postos de saúde. Atendimento de emergência, onde o paciente pode se dirigir diretamente às unidades.

Sintomas de média complexidade: 12 UPAs na Capital. Dessas, seis são geridas pelo município de Fortaleza, ofertando, somente nos anexos para tratamento da Covid-19, 170 vagas de observação. Atendimento de emergência, onde o paciente pode se dirigir diretamente às unidades.

Sintomas de alta complexidade: Atendimento regulado e encaminhado pela Central de Regulação de Leitos do Município, não sendo possível os pacientes se dirigirem diretamente às unidades. Os leitos são distribuídos da seguinte forma:

Instituto Dr. José Frota: 60 leitos de UTI

Hospital Distrital Edmilson Barros de Oliveira (Frotinha Messejana): 63 leitos, sendo 50 de enfermaria e 13 de cuidados respiratórios de alta complexidade

Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann (Hospital da Mulher): 108 leitos, sendo 88 de enfermaria, 14 de UTI e 6 leitos de média complexidade

Hospital Universitário Walter Cantídio: 56 leitos, sendo 42 de enfermaria e 14 leitos de UTI

Hospital Fernandes Távora: 91 leitos, sendo 81 de enfermaria e 10 de UTI

Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai): 60 vagas de enfermaria.

Todos juntos na luta contra a Covid-19

A SMS reitera a importância da colaboração da população fortalezense para o cumprimento dos decretos e das recomendações sanitárias de prevenção à Covid-19, para que possamos reduzir o número de internações e mais vidas sejam salvas.

Veja Mais