Coberturas
Famílias de baixa renda com membros contaminados pelo coronavírus devem receber cesta básica, defende deputado
Home Últimas Notícias Famílias de baixa renda com membros contaminados pelo coronavírus devem receber cesta básica, defende deputado

 

O deputado estadual Walter Cavalcante (MDB) é autor do projeto de Indicação nº  73/20, que tramita na Assembleia Legislativa do Ceará e trata da aquisição e distribuição de cestas básicas pelo Governo do Estado às famílias carentes inscritas no Cadúnico com membros diagnosticados com a Covid-19.

A proposição autoriza o Poder Executivo estadual a distribuir cestas básicas quando as famílias inscritas no Cadúnico tiverem pelo menos um membro diagnosticado com Covid-19, durante o período de combate ao novo coronavírus.

Segundo o PI, cada família terá direito a receber uma cesta básica mensal, por um período de 3 meses consecutivos, a contar da data do deferimento da sua reivindicação junto à Secretaria competente de cada município. A distribuição será disciplinada pela Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos humanos (SPS).

As famílias que se encaixem nas especificações devem comprovar, por meio de atestados médicos ou exames ambulatoriais, realizados por hospitais e congêneres públicos ou privados, que pelo menos um de seus integrantes foi diagnosticado com a Covid-19.

O projeto atesta, no entanto, que aquele paciente que não realizou o teste para diagnóstico da doença, por não possuir recursos ou pela falta de testes na rede pública, mas, que em seu tratamento foi direcionado por suspeita de ter contraído a Covid-19, fará jus ao recebimento.

Na justificativa da proposição, Walter Cavalcante comenta que o decreto de isolamento social, firmado pelo governador Camilo Santana, o objetivo é a proteção dos cidadãos cearenses, no entanto, a medida teve forte impacto econômico e social no Estado, ‘golpeando a população de baixa renda, pois teve uma queda significativa em seus ganhos diários’. A distribuição das cestas viria, explica o parlamentar, amenizar esta perda econômica.

Por se tratar de um projeto de Indicação, a proposição funciona como sugestão ao Poder Executivo que, caso acate a ideia, deverá enviar mensagem à Assembleia, em forma de projeto de Lei.

 

Fonte: Blog do Edison Silva

Veja Mais