Últimas Notícias
“Voltar às aulas hoje não é só repassar e receber conteúdo”, defende deputada Érika Amorim
Home Últimas Notícias “Voltar às aulas hoje não é só repassar e receber conteúdo”, defende deputada Érika Amorim

 

Agosto chegou e, com ele, mais avanços na retomada da economia e de diversas outras atividades. “Nesse contexto, priorizar a reabertura segura das escolas é garantir o direito de crianças e adolescentes à educação”, defende a terceira secretária da Assembleia Legislativa, deputada Érika Amorim (PSD). Para tratar dos impactos da pandemia na aprendizagem de crianças e adolescentes, a parlamentar promoveu, no fim de junho, uma live temática com especialistas no seu Instagram.

“É mais que comprovado que cuidar é um ato indissociável de educar. É preciso dar suporte aos nossos jovens, educadores e famílias nesse momento. Voltar às aulas hoje não é só repassar e receber conteúdo; é também retomar vínculos e socializar. Nunca fomos crianças em uma pandemia”, afirma a parlamentar.

Com a presença do deputado estadual Queiroz Filho (PDT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, a transmissão contou com os esclarecimentos da presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia Seção Ceará, Luciana Bem, e da cientista chefe na Área de Infância e Juventude da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), doutora Márcia Machado.

Na oportunidade, Queiroz Filho falou da necessidade de buscar nas secretarias de educação do Estado um plano de retomada com segurança sanitária e mental (ação que contará com o apoio do mandato de Érika Amorim).

Márcia Machado reiterou a importância da iniciativa. “É preciso preparar as escolas para recepcionar esses alunos, mas devemos ir além do preparo pessoal, é necessário pensar na estrutura das escolas. O foco, agora, é o ambiente escolar que vai muito além das aulas”, afirmou ela.

Para Luciana Bem, o momento é de amparo e de escuta. “A capacidade de resiliência das crianças é enorme. Mas a escuta de seus anseios é muito necessária para garantirmos suporte emocional também às famílias”, reforçou.

Os parlamentares firmaram, também, a agenda política para conhecer e debater o Projeto Virando o Jogo que, segundo Márcia Machado, usa a ciência para ajudar em ações sociais como o combate à evasão escolar, o incentivo ao retorno de alunos que abandonaram o ensino fundamental ou médio.

Veja Mais