Coberturas
Vereadoras defendem programa de distribuição de absorventes higiênicos nas escolas de Fortaleza
Home Últimas Notícias Vereadoras defendem programa de distribuição de absorventes higiênicos nas escolas de Fortaleza

 

Em defesa da universalização do acesso a absorventes higiênicos, vereadoras de Fortaleza apresentaram projetos que versam sobre a discussão do tema em escolas do ensino público municipal.

Uma das propostas dispõe sobre a distribuição do produto nos estabelecimentos de ensino e a outra institui e define as diretrizes para a política pública “Menstruação Sem Tabu”.

A ideia da instalação do programa é de autoria da vereadora Larissa Gaspar (PT) e tem como objetivo conscientizar a população sobre a menstruação e universalização do acesso a absorventes higiênicos na Capital cearense.

A medida visa também a conscientização acerca da menstruação, assim como garantia de acesso aos absorventes higiênicos, como fator de redução da desigualdade social, aceitação do ciclo menstrual como processo natural do corpo, atenção integral à saúde das pessoas que menstruam e aos cuidados básicos decorrentes da menstruação; e ao direito à universalização do acesso, para todas as pessoas que necessitam de absorventes higiênicos, durante o ciclo menstrual.

De acordo com a parlamentar, é preciso combater a precariedade menstrual, “identificada como a falta de acesso ou a falta de recursos que possibilitem a aquisição de produtos de higiene e outros recursos necessários ao período da menstruação”.

Larissa destaca ainda que uma das metas da proposta é reduzir faltas em dias letivos de estudantes em período menstrual e, por decorrência, evitar prejuízos à aprendizagem e ao rendimento escolar.

Caberá ao Executivo a distribuição gratuita, por meio de aquisição por compra, doação ou outras formas, mediante parceria com a iniciativa privada ou organizações não governamentais, para estudantes a partir do 5º ano do fundamental com vistas a evitar e combater a evasão escolar.

Componente obrigatório

Outras pessoas que devem ser alcançadas pelo programa são aquelas acolhidas nas unidades e abrigos sob gestão do Município, em situação de vulnerabilidade, moradores de rua e em extrema pobreza.

Além de tornar o absorvente higiênico como “bem essencial”, a proposta de Larissa ainda inclui o produto como “componente obrigatório” das cestas básicas em Fortaleza. O projeto da vereadora segue uma iniciativa feita por diversas parlamentares em âmbito estadual e federal.

A vereadora Lucimar Vieira Martins, a “Bá”, também é autora de um projeto que vai na mesma linha, e já está em fase de discussão nas comissões técnicas da Câmara Municipal. O programa proposto pela parlamentar consiste no fornecimento de absorventes para estudantes do sexo feminino, visando a prevenção e riscos de doenças, como a redução da evasão escolar.

Vulnerabilidade

Caberá também ao Executivo promover o fornecimento e distribuição dos produtos em quantidade alcançada às necessidades das estudantes, por meio de máquinas de reposição, instaladas nos banheiros das escolas da rede pública. De acordo com o projeto, a Prefeitura teria até quatro meses para regulamentar a Lei.

Bá também destaca a relevância de sua proposta refletida em projetos espalhados pelo mundo, “implementados por organizações não governamentais e liderados por mulheres que têm por fito financiar ou encontrar alternativas para viabilizar o acesso a produtos de higiene no período menstrual para mulheres e meninas atingidas por este tipo de vulnerabilidade”.

 

Fonte: Blog do Edson Silva

Veja Mais