Coberturas
Ministério Público do Ceará vai investigar apreensões ilegais de armas
Home Últimas Notícias Ministério Público do Ceará vai investigar apreensões ilegais de armas

 

Após denúncias realizadas pelo deputado federal Heitor Freire (PSL/CE), o Ministério Público do Ceará resolveu instaurar investigações sobre a conduta de policiais militares acusados de apreenderem armas de forma ilegal. O MPCE também solicitou o afastamento do Subtenente Mauro César Rodrigues de Castro e abertura de inquérito para investigar omissão (inércia) do comandante da PRE, Tenente-Coronel QOPM Alexandre Maciel Holanda frente aos atos do Subtenente Mauro.

No último dia 07 de julho, Freire foi à tribuna da Câmara dos Deputados para denunciar as perseguições de alguns militares aos atiradores desportivos (CACs), com o intuito de realizar apreensões de armas e conquistar premiações em dinheiro, promovidas pelo Governo do Estado do Ceará. Porém, essas apreensões vêm sendo realizadas de forma ilegal, já que os atiradores desportivos possuem autorização especial do Exército Brasileiro para transitar com armas no trajeto até os clubes de tiro.

Além das apreensões ilegais, os militares também foram denunciados por abuso de autoridade e má conduta com os CACs. O parlamentar comemorou a decisão preliminar:

“O que eu tenho pedido sempre é respeito com os CACs. As nossas armas são legais, registradas no Exército Brasileiro, nós cumprimos uma burocracia enorme para praticar o tiro e é um absurdo o que está acontecendo aqui no Ceará, onde essas maçãs podres da Polícia Militar estão querendo ganhar dinheiro às nossas custas. Por isso eu fiquei muito satisfeito no Ministério Público ter acatado a minha denúncia para investigar e afastar esses policiais. Ao invés de perseguir CACs, deveriam apreender as armas dos traficantes que estão aterrorizando a população”, ponderou o deputado federal.

Veja Mais