Coberturas
Lei do Feminicídio deve ser divulgada em escolas do Ceará, decide Assembleia Legislativa
Home Últimas Notícias Lei do Feminicídio deve ser divulgada em escolas do Ceará, decide Assembleia Legislativa

Apóstolo Luiz Henrique é contra liberação de bebida alcoólica nos estádios

 

A Lei Federal 13.104/2015, que classifica o feminicídio como circunstância qualificadora do crime de homicídio e o inclui no rol dos crimes hediondos, deverá ser divulgada em todos os estabelecimentos públicos de ensino do estado do Ceará.

De autoria do deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP), a proposta foi aprovada em sessão plenária da Assembleia Legislativa na última quinta-feira (22).

Conforme o projeto de lei 236/19, a divulgação da Lei do Feminicídio, que considera homicídio qualificado o assassinato de mulheres em razão do gênero, poderá ocorrer por meio de cartazes, panfletos, banners, revistas, impressos, murais, mídias no espaço escolar e ferramentas de comunicação afins.

Apóstolo Luiz Henrique ressalta que, nos seis primeiros meses de 2018, 229 mulheres foram assassinadas no Ceará, o que representa um aumento de 91% em comparação com o mesmo período de 2017, quando o número de homicídios contra mulheres chegou a 122. Os dados fazem parte do Boletim do Instituto Maria da Penha, divulgado em julho de 2018.

“Diante desse cenário, o projeto de lei tem o objetivo de orientar a população sobre a gravidade do problema da violência contra a mulher, fomentando ações protetivas e incentivando a denúncia e o combate ao crime contra a mulher”, enfatiza.

O parlamentar pontua ainda que, atualmente, há duas leis importantes no combate à violência de gênero: a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha), que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, além de dispor sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; e a supracitada Lei do Feminicídio, que ocorre quando o crime envolve violência doméstica e familiar ou menosprezo e discriminação contra a condição de mulher.

Veja Mais