Coberturas
Governo do Ceará realiza teste internacional com antiviral
Home Últimas Notícias Governo do Ceará realiza teste internacional com antiviral

 

O Governo do Ceará, por meio do Hospital São José (HSJ), da Secretaria da Saúde (Sesa), está contribuindo para o avanço do ensaio clínico Solidarity (solidariedade, em inglês), elaborado pela pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na busca por comprovar a eficácia de tratamentos no combate à Covid-19, a unidade está fazendo o uso do antiviral remdesivir, que já apresentou resultados positivos em análises nos Estados Unidos e mobiliza cientistas mundo afora.

Um paciente do HSJ, primeiro hospital do Ceará a fazer o teste, receberá a dosagem da medicação ao longo de dez dias.

A médica infectologista e coordenadora do Núcleo de Pesquisa do HSJ, Melissa Medeiros, explica como está acontecendo a experiência no Hospital São José.

A doutora Melissa Medeiros fala sobre conclusões que foram apresentadas durante a pesquisa realizada no mundo. Tratamento que está sendo utilizado pelo Hospital São José.

A escolha do paciente foi feita de modo aleatório a partir das planilhas de medicação. Ao longo de dez dias, ele será acompanhado na unidade. Enviado pela Fiocruz somente para os hospitais que estão participando do ensaio clínico, o remdesivir não está disponível para venda nas farmácias. Desse modo, só terão acesso ao medicamento os 18 hospitais distribuídos em 12 estados brasileiros que integram o Solidarity.

Destaque nas pesquisas

No Hospital São José, as pesquisas têm ganhado protagonismo na avaliação dos efeitos da Covid-19 e no aprimoramento das possibilidades de tratamento. Entre os estudos que tiveram avanço, um destaque é o teste com uma associação medicamentosa que integra coquetel antirretroviral utilizado contra infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Outra análise pioneira avaliou a recorrência viral ou nova infecção, com importantes indicativos para constatar a reincidência da doença.

Na construção desses estudos, o Hospital São José estabelece parceria com diferentes órgãos na busca por avanços. Além da OMS e de setores da indústria farmacêutica, a unidade tem parceria com instituições como a Universidade Federal do Ceará, em diferentes áreas da Endocrinologia e da Farmacologia; a Universidade de Fortaleza (Unifor); a Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto (USP); e a Fiocruz.

Veja Mais