Coberturas
Fortaleza supera 600 mil doses de vacina aplicadas contra a Covid-19
Home Últimas Notícias Fortaleza supera 600 mil doses de vacina aplicadas contra a Covid-19

 

A Prefeitura de Fortaleza atualizou, nesta segunda-feira (26/04), o balanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 na Capital. Desde 18 de janeiro, 609.193 doses dos imunobiológicos disponíveis foram administradas nos grupos prioritários contemplados. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, a titular da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Estela Leite, detalhou os indicadores.

Trabalhadores da saúde

Até o momento, 87.240 doses da vacina já foram aplicadas nos trabalhadores da saúde da Cidade. “Os números representam 71% da meta estabelecida para o público-alvo”, afirmou.

Idosos acima de 75 anos

Contemplados na primeira fase da campanha, os idosos acima de 75 anos representam patamar referencial no âmbito da vacinação contra a doença em Fortaleza.

“De acordo com o balanço atualizado, foram aplicadas 101.888 doses, totalizando 116%, porcentagem muito superior à meta estabelecida para o município de Fortaleza”, celebrou.

Idosos de 60 a 74 anos

Em execução, a segunda fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 também vem alcançando expressivos indicadores. O balanço aponta que 87,6% da meta estabelecida para a Capital já está cumprida.

“Até agora, temos 224.254 idosos pertencentes à segunda fase contemplados com a primeira dose da vacina, dentre os quais muitos já foram beneficiados com a segunda dose, cumprindo o intervalo adequado à característica de cada imunobiológico”, garantiu.

Profissionais das força de segurança e salvamento

O processo de vacinação contra a Covid-19 dos profissionais das forças de segurança e salvamento, incluindo as Forças Armadas, alcançou, até agora, 1.914 pessoas pertencentes ao grupo prioritário, de acordo com determinação do Ministério da Saúde.

“Estamos aguardando o recebimento de novas doses para prosseguir com a vacinação deste grupo”, informou Ana Estela.

Cenário epidemiológico

O médico epidemiologista Antônio Lima (dr. Tanta) comentou o cenário epidemiológico da Capital, marcado por uma tendência de declínio do número de casos da Covid-19.

“Nós tivemos um momento bem difícil em fevereiro, com um aumento importantíssimo do número de casos da doença na Cidade. Isso veio junto com o decreto do isolamento social rígido. A partir daí, começamos a observar um decréscimo. Em meados de março, os casos foram caindo. No início de abril, houve um pequeno aumento, mas, novamente, hoje, temos uma tendência de declínio“, recapitulou.

Tanta traçou, ainda, o panorama dos óbitos na Cidade. “Ainda temos uma pressão assistencial com muitos pacientesinternados, mas já começamos a entender que passamos por um platô e existe uma tendência de declínio, embora mais lenta em comparação ao primeiro pico”, esclareceu.

Medidas sanitárias

Mesmo diante do cenário exposto, a Prefeitura de Fortaleza esclarece que o cumprimento das orientações sanitárias previstas em decreto continua importante no controle da pandemia, a exemplo do uso correto de máscaras, da higienização adequada de mãos e da manutenção do distanciamento social.

“Estamos realizando uma campanha de vacinação bem eficiente diante das circunstâncias. Se tivéssemos mais vacinas, estaríamos ainda mais avançados. No entanto, o vírus ainda circula. A vacina, em si, não é a única arma que nós temos contra a Covid-19. Ela tem, sim, o seu impacto, que deve estar associado às normas de precaução para se evitar o contágio”, alertou Ana Estela.

Respeito aos trabalhadores

Ainda durante a transmissão, a titular da SMS reiterou a importância do respeito aos trabalhadores da saúde envolvidos na campanha de vacinação contra o novo coronavírus. Na ocasião, Ana Estela repudiou o episódio de violência registrado contra uma profissional no último fim de semana e mencionou os princípios basilares da boa convivência.

“Nós, da Prefeitura de Fortaleza, repudiamos qualquer ação de natureza violenta e qualquer desrespeito aos trabalhadores da saúde que estão em campo desde o dia 18 de janeiro, de domingo a domingo, sem qualquer descanso, para garantir celeridade ao processo e salvar vidas. Nossa atuação é pautada por um padrão de cordialidade e de gentileza para acolher a população. Manifestamos, portanto, todo o nosso apoio aos nossos trabalhadores”, assegurou.

Abastecimento de gases medicinais

A Prefeitura de Fortaleza assegura o estoque de oxigênio na rede hospitalar do Município após a explosão ocorrida na empresa White Martins. No último sábado (24/04), momentos após a ocorrência, o prefeito José Sarto visitou o estabelecimento, situado na avenida Francisco Sá, acompanhou o trabalho das equipes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dialogou com a população.

“Agimos com celeridade, inclusive, no socorro aos feridos, a quem acompanhamos no Instituto Dr. José Frota. Além disso, o episódio da explosão não trará qualquer repercussão e não impactará a garantia dos gases medicinais, incluindo o oxigênio, para a rede hospitalar e pré-hospitalar do Município”, ressaltou Ana Estela.

Campanha nacional de vacinação contra a gripe

Paralelamente, o Município segue executando a campanha de imunização contra a gripe. De segunda a sexta-feira, a primeira fase segue nos 116 postos de saúde da Capital, tendo como público-alvo crianças acima de 6 meses e abaixo de 6 anos de idade, gestantes e puérperas. Os trabalhadores da área da saúde da rede hospitalar, também incluídos nesta etapa, vêm sendo exclusivamente contemplados nos hospitais em que atuam.

“Esta vacina é de extrema importância e atua contra a H1N1, H3N2 e o vírus influenza B, sobretudo, neste período em que a circulação de cepas se torna mais frequente”, orientou a secretária da Saúde.

Veja Mais