Coberturas
Fortaleza já tem mais de 90 mil profissionais da saúde vacinados com a primeira dose contra a Covid-19
Home Últimas Notícias Fortaleza já tem mais de 90 mil profissionais da saúde vacinados com a primeira dose contra a Covid-19

 

Fortaleza celebrou, na última  quarta-feira (05/05), a marca de 90.967 profissionais da saúde que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Desse total, 79.838 já foram contemplados com a segunda dose, pois atingiram o prazo mínimo para receber o reforço dos imunobiológicos disponíveis.

Estes profissionais estão sendo agendados gradativamente, conforme cadastro prévio realizado no site Saúde Digital, do Governo do Estado do Ceará. A lista nominal está sendo divulgada no site https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br.

Os convocados devem comparecer no local e horário marcado, levando documento de identificação com foto, CPF, comprovante de endereço e declaração impressa de efetivo exercício da profissão em Fortaleza (trabalhadores ativos), tais como: declaração da empresa, contracheque e declaração do Imposto de Renda.

Cadastro 

Para ter acesso à vacina da Covid-19, o profissional de saúde deve realizar seu cadastro no Sistema Saúde Digital, do Governo do Estado do Ceará. Após o cadastro, no qual o usuário é o responsável pelas informações disponibilizadas, a Prefeitura de Fortaleza realiza o agendamento para a vacinação.

No ato da convocação, para receber o imunobiologico é necessário comprovar que se enquadra nas categorias e subgrupos profissionais, atendendo aos critérios normativos vigentes definidos através da Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Ceará (CIB-CE).

Profissionais da saúde

Conforme ofício circular Nº 57/2021, do Ministério da Saúde (MS), considera-se trabalhadores da saúde a serem vacinados na campanha contra a Covid-19, os indivíduos que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde.

Para exemplificar os estabelecimentos, o documento cita hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias e drogarias.

Ainda conforme a orientação federal os trabalhadores dos demais estabelecimentos de serviços de interesse à saúde não serão contemplados nos grupos prioritários elencados inicialmente para a vacinação. Exemplos: academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, ocas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal.

Veja Mais