Coberturas
Famílias do Marechal Rondon em Caucaia recebem papel da casa
Home Últimas Notícias Famílias do Marechal Rondon em Caucaia recebem papel da casa
/admin/view/noticia/img/20200207220521papel_da_casa_social_naumi.jpg

O prefeito Naumi Amorim entregou na última  sexta-feira (7/2) o segundo lote de papéis da casa a famílias de Caucaia. A solenidade aconteceu no Marechal Rondon, bairro da Grande Jurema.

Inédita na história do município, a iniciativa tem o objetivo de garantir a titularidade da propriedade a moradores em situação de vulnerabilidade social. “É um dia de muita importância para mim. Esse documento é fundamental para garantir segurança jurídica para as famílias do Rondon”, disse Naumi.

Deputada estadual e primeira-dama de Caucaia, Erika Amorim lembrou que a entrega do documento atende a uma demanda antiga dos moradores. “São famílias carentes que não têm condições de regularizar seus imóveis. Parabéns à Prefeitura por possibilitar a garantia do local de moradia para essa gente.”

Estima-se que 30% de todos os imóveis de Caucaia não dispõem do papel da casa. Há casos de famílias que moram há mais de 30 anos em uma mesma propriedade e até hoje não têm a posse do domicílio. “Feliz por trazer mais esse benefício. Hoje estamos entregando os papéis de uma parte dos moradores do bairro, mas a ideia é contemplar todo o Marechal Rondon”, ressaltou o secretário municipal de Planejamento Urbano e Ambiental, Daniel Cavalcante.

Para além da segurança, do ponto de vista jurídico, a regularização do imóvel garante tranquilidade a algumas mulheres, pois o programa possibilita que elas registrem as propriedades em seus nomes, evitando, dessa forma, que, em casos de violência doméstica e outras vulnerabilidades, não fiquem desabrigadas com os filhos.

“Essa iniciativa da Prefeitura é uma grande coisa pra quem não tinha nada. Eu agora tenho uma casa regularizada”, afirmou, emocionada, a dona de casa Elenir Nascimento. Viúva, ela é mãe de seis filhos e mora no Rondon há mais de duas décadas.

O dia hoje foi de felicidade também para quem praticamente nasceu no bairro. É o caso de dona Edna da Silva, de 42 anos e mãe de 7 filhos. “É muito gratificante receber esse papel depois de 40 anos morando aqui. Estou muito feliz e agradecida.”

Serão contempladas ainda nesta primeira fase famílias dos bairros Parazinho, São Miguel, Parque Albano, Picuí, Parque Leblon, Itambé (I e II), e Boa Vista.

Veja Mais