Coberturas
Escolas municipais de Sobral mantém rotina de estudos dos alunos por meio de atividades à distância
Home Últimas Notícias Escolas municipais de Sobral mantém rotina de estudos dos alunos por meio de atividades à distância

 

As escolas municipais de Sobral têm desenvolvido várias estratégias para manter a rotina de estudos e aprendizado dos estudantes da Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Neste período de distanciamento social em decorrência da pandemia de coronavírus, os professores vêm se reinventando para elaborar conteúdos e acompanhar o desenvolvimento dos seus alunos por meio da tecnologia com uso de aplicativos e redes sociais.

Para os estudantes que não têm acesso à internet, os professores fazem atividades impressas e entregam nas residências dos alunos, para que sejam desenvolvidas durante a semana. Como é o caso dos professores da Escola Vicente Antenor, no distrito de Rafael Arruda, localizada a 44 km da sede, que entregaram até um mimo na páscoa.

De acordo com o diretor da escola, as atividades são entregues na segunda-feira e às sextas-feiras são realizadas as correções. “Os professores vão até as residências dos alunos tomando todo cuidado, usando os equipamentos de proteção. Os estudantes que moram mais distantes, que têm dificuldade de acesso, os pais pegam as atividades da semana na casa da professora. Estamos com uma excelente aprendizagem em casa. As famílias acompanham e cobram a cada semana”, disse Osmarino Portela, diretor da Escola Vicente Antenor.

O secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima, explica que todas as aulas serão repostas, mas as equipes da Secretaria da Educação e das escolas municipais estão trabalhando em regime de teletrabalho com reunião on-line para planejar atividades domiciliares livres, visando atender os alunos e suas famílias.

“Os diretores, coordenadores e professores estão compartilhando registros em fotos e vídeos dos estudantes da rede municipal de ensino fazendo as atividades em casa. É muito gratificante ver que, mesmo nesse momento difícil que estamos vivendo, os nossos educadores usam a criatividade, se reinventam e aprendem novas habilidades para que seus alunos não percam o ano, e as famílias estão acompanhando e participando ativamente da educação domiciliar dos seus filhos”, destacou Herbert Lima.

Veja Mais