Coberturas
Dragão do Mar retoma atividade presencial gradual no dia 1º de outubro
Home Últimas Notícias Dragão do Mar retoma atividade presencial gradual no dia 1º de outubro

 

Executando a Fase 4 do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais, que autoriza a reabertura dos espaços culturais, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura-CDMAC (foto Luiz Alves) reabrirá ao público a partir da próxima quinta-feira (1º), iniciando o retorno das atividades presenciais com o Cinema do Dragão, ainda com a ocupação reduzida, de acordo com orientações do Protocolo Setorial 23, que normatiza o funcionamento de cinemas em alinhamento com as medidas indicadas pelo Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia de Coronavírus, e do decreto vigente do Governo do Ceará.
Para oferecer segurança aos seus frequentadores e colaboradores, o CDMAC seguirá todas as normas do Protocolo Sanitário e retomará outros espaços gradualmente, com a adoção de medidas específicas para cada local.
“Reabrir o Centro Dragão do Mar num contexto de pandemia, depois de mais de seis meses fechado ao público, é uma grande responsabilidade, pois recebemos visitantes do mundo todo. Passamos bastante tempo planejando essa retomada, junto à Secult e ao Instituto Dragão do Mar, para que tudo aconteça de maneira segura. Sabemos que o público está sentindo muita falta da programação e dos reencontros e afetos que ela gera. Reabriremos por etapas cada um dos espaços do CDMAC, o que nos permitirá observar como o público se adapta aos novos protocolos”, afirma Natasha Faria, superintendente do Centro Dragão do Mar.
O uso de máscara e o distanciamento mínimo de 1,5 metro serão regra para a circulação em todos os espaços do CDMAC, que também disponibilizará álcool em gel 70% para os circulantes e equipamentos de proteção individual a todo o seu corpo de profissionais, como máscaras, luvas e face shield (para quem lida diretamente com o atendimento de público). A atualização dos protocolos será feita em alinhamento com as determinações do Governo do Estado do Ceará, por meio de decreto e protocolos setoriais.
No caso do Cinema, além de aferição de temperatura na entrada, as salas contarão com limitação da ocupação, distanciamento de poltronas e higienização do espaço nos intervalos entre as sessões. Para evitar filas e aglomerações, é recomendado ao público que antecipe a compra de ingressos pela plataforma online ingresso.com (www.ingresso.com/fortaleza/home/cinemas/cinema-do-draga_o). Não sendo possível, a aquisição de ingressos poderá ser feita na bilheteria física, com a sugestão de compra a crédito, preferencialmente com uso de cartão por aproximação.
O Teatro Dragão do Mar será o próximo a reabrir, à medida que permaneça a redução dos índices da pandemia no Estado. A nova rotina será adaptada ao Protocolo Setorial 26, que delibera sobre o funcionamento de teatros. A entrada será limitada a 94 lugares, e a ocupação dos assentos será regrada para que seja preservado o distanciamento social na ocupação dos assentos. De igual modo, o Planetário Rubens de Azevedo também retornará com sessões presenciais, até o início de novembro. O espaço também reforçará as medidas sanitárias adotadas pelo cinema e pelo teatro, dentre elas a limitação dos assentos, agora reduzida para 25 lugares.

O Museu da Cultura Cearense e o Museu de Arte Contemporânea do Ceará permanecerão fechados para reforma. Iniciadas em janeiro deste ano, as obras, que preveem execução dos serviços de pintura externa das fachadas, manutenção das cobertas, manutenção dos corrimãos das áreas de circulação e recuperação da estrutura metálica das passarelas, foram paralisadas em virtude da pandemia, mas com a liberação para reabertura do Centro Dragão do Mar já foram retomadas. Enquanto isso, os Museus seguirão com programação nos canais de comunicação do centro de arte e cultura.

Desde 15 de março, quando surgiram as primeiras suspeitas de casos de coronavírus no Ceará, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, alinhado com a Secretaria da Cultura do Estado e com as orientações do Governo do Estado, deu início à suspensão de atividades culturais que concentravam público em locais fechados. Com as confirmações dos primeiros casos, e em respeito à recomendação das autoridades competentes para o Isolamento Social como medida preventiva, o CDMAC cancelou suas programações presenciais e deu início a uma série de realizações virtuais, com o compartilhamento de dicas de arte e cultura para consumo em casa, durante a quarentena, além de apresentações artísticas virtuais de linguagens diversas, além de workshops, mediações e conversas ao vivo.

Ao longo da quarentena, o CDMAC também exibiu nos seus canais de comunicação projetos artísticos virtuais oriundos do “Edital Cultura Dendicasa: Arte de Casa para o Mundo”, iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) para viabilizar a promoção da cultura e preservação da memória e do patrimônio da cultura cearense em acervo de formato digital.

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura seguirá exibindo também nos seus canais de comunicação, até dezembro, projetos selecionados a partir da convocatória Arte em Rede, mais uma realização da Secult, junto à sua Rede de Equipamentos, e do Instituto Dragão do Mar, para promover e movimentar a criação, difusão e economia artística e cultural do Estado, no contexto de medidas de distanciamento social necessárias neste período de pandemia do Coronavírus.

Serviço

Início da retomada gradual das programações presenciais no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Quinta (primeiro de outubro).
Cinema do Dragão (Rua Dragão do Mar, 81)
A programação pode ser conferida no site do Dragão do Mar (www.dragaodomar.org.br)
Fonte: Blog do Lauriberto
Veja Mais