Coberturas
Discursos reforçam a importância da autonomia no Parlamento e a escolha do corregedor da CMFor
Home Últimas Notícias Discursos reforçam a importância da autonomia no Parlamento e a escolha do corregedor da CMFor

Sessão plenária

 

Na plenária na última  quarta-feira, 26, foram destaque a escolha do corregedor e vice-corregedor da Câmara Municipal de Fortaleza e a autonomia do vereador no exercício do seu mandato. Na ocasião utilizaram da tribuna os vereadores Márcio Cruz (PSD) e Márcio Martins (Pros).

Autonomia parlamentar

O vereador Márcio Cruz questionou os ataques que vem sofrendo em relação a não assinatura de um projeto para a instalação de uma CPI. Segundo o parlamentar, isso fere a sua autonomia como vereador e no exercícios de sua prerrogativas. “Cada vereador é que decide o que ele deve assinar, eu posso apenas sugerir”, apontou. Em relação a proposta de CPI apresentada pelo Pros, Márcio Cruz disse que “já nasceu morta” pois como o caso em questão já está sendo tratado pelo Ministério Público e órgãos do Judiciário não existe justificativa para a criação da Comissão.

Márcio Cruz também cobrou a prestação de contas das entidades representativas dos agentes de segurança da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.”É uma obrigação de qualquer entidades apresentar as suas contas para os seus entes”, ressaltou.

Corregedor da CMFor

O vereador Márcio Martins (Pros) destacou o processo de escolha do corregedor e vice-corregedor da CMFor, os vereadores Iraguassú Filho (PDT) e Cláudia Gomes (DEM), respectivamente. O parlamentar ressaltou ainda a formação do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa, do qual é membro. Márcio Martins elencou como positiva as deliberações do Colégio de Líderes e da presidência da Casa em reunião realizada na última segunda-feira (24).

Veja Mais