Coberturas
Deputado Fernando Hugo critica proposta de liberação de bebidas alcoólicas nos estádios.
Home Coberturas Deputado Fernando Hugo critica proposta de liberação de bebidas alcoólicas nos estádios.

Deputado Fernando Hugo critica proposta de liberação de bebidas alcoólicas nos estádios.

O deputado Fernando Hugo (PP) criticou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembléia Legislativa desta quarta-feira (04/10), a proposta de comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em estádios e praças esportivas no Estado.  De acordo com o parlamentar, “o consumo de álcool pode levar o torcedor à embriaguez e, em casos insanos e irracionais, poderia expressar sua torcida por um time e levar a futuros atos de violência nos estádios”.

De acordo com o Dr. Hugo, a cerveja não é a única responsável pelos casos de violência nas arenas esportivas e entorno, mas apresenta uma significativa contribuição para isso ao estimular e potencializar variações de comportamento dos torcedores. “Devemos analisar com sensibilidade a proposta que tramita aqui na Assembléia e que autoriza o comércio e consumo de bebida alcoólica nas praças esportivas, pois infringe o Estatuto do Torcedor, que é o documento mais importante para regular a vida futebolística no Brasil”, ressalta Fernando Hugo.

Quando houve a comparação da venda liberada nas festas realizadas nos estádios, o deputado disse que “é um equívoco comparar a venda de bebidas alcoólicas em praças esportivas com a de festas e shows, pois a animosidade nesses eventos não é de confronto, de adversidade e até de inimizade, como acontece nos estádios”, pontuou.

Fernando Hugo ainda disse que, se o Legislativo Cearense aceitar a liberação de bebidas nos estádios de futebol, estará indo contra uma das principais campanhas da Casa, idealizada pelo presidente da Assembléia, Zezinho Albuquerque, o Ceará Sem Drogas.

APOIO DOS PARLAMENTARES

Diversos parlamentares enalteceram Fernando Hugo em trazer ao Plenário esta discussão, dentre eles, a deputada e enfermeira Mirian Sobreira (PDT) falou que “querer dizer que o álcool no estádio não causa violência é de uma falta de sensibilidade e racionalidade enorme”.

O deputado e médico Dr. Santana (PT) também manifestou apoio a Fernando Hugo e se mostrou preocupação com os efeitos que o consumo de álcool pode causar, especialmente em ambientes como praças esportivas.  Para ele, “numa situação de nervos à flor da pele, como uma partida de futebol, a ingestão de álcool é um elemento que contribui para o aumento da violência”, salientou.

Corroborando com o mesmo pensamento, o deputado Ferreira Aragão (PDT) acrescentou que, “em eventos como shows, as pessoas estão alegres e confraternizando, enquanto em estádios os nervos estão à flor da pele, e o álcool é um elemento que pode aumentar a violência”. Aragão ainda informou que se quiser fazer um comparativo da violência registrada nas delegacias das partidas em que há venda de bebidas alcoólicas, basta conversarem com os delegados plantonistas.

Para a deputada Dra. Silvana (PMDB), o esporte deve estimular boas práticas e bons exemplos. “O esporte deve ser ensinado como um caminho de libertação das drogas, de desfrute do espetáculo, e o álcool é a droga que mais mata”, pontuou.

CONTRÁRIO

O único deputado contrário a posição de Fernando Hugo foi Gony Arruda (PSD). Para ele, 90% das pessoas que frequentam estádios são favoráveis à liberação de bebidas alcoólicas nesses locais. “Todos nós sabemos dos efeitos do álcool, mas porque só o futebol é alvo dessa proibição, enquanto em outros ambientes é aceitável?”, questionou.

 

 

Veja Mais