Coberturas
Com discurso mais leve, Capitão Wagner promete campanha na TV sem ataques a adversários
Home Últimas Notícias Com discurso mais leve, Capitão Wagner promete campanha na TV sem ataques a adversários

 

Depois de Sarto (PDT) e Heitor Freire (PSL), Capitão Wagner (PROS) foi o terceiro candidato a prefeito de Fortaleza a visitar a Câmara Municipal. Primeiro a se apresentar na propaganda no rádio e Televisão, que tem início nesta sexta-feira (09), o postulante disse que vai realizar uma campanha “diferente”, sem ataques a adversários e mais propositiva. Para ele, seu arco de aliança deve eleger até 18 vereadores para a Casa.

Diferente de 2016, quando esteve ao lado de caciques da política local e esteve atrelado, principalmente, à pauta da Segurança Pública, Capitão Wagner tem buscado aumentar o leque de temas a serem abordados pela sua candidatura, afirmando que neste momento o emprego deve ser prioridade para uma eventual gestão. A mudança de comportamento do postulante se deve, principalmente, à equipe que montou ao redor de sua candidatura.

Quem coordenada a campanha de Wagner é o economista Euler Barbosa, ex-secretário estadual de Esporte do Ceará. O médico Galba Moita está responsável pela área da Saúde, enquanto que a Cultura está sob os cuidados do professor Eduardo Cruz e a Educação está sendo tocada pelo professor Rafael Rocha. O advogado Roberto Victor comanda a área de Cidadania e Alan Aguiar a de Turismo.

Se alinhar a esse grupo, bem como ter escolhido a advogada Kamila Cardoso como candidata à vice-prefeita, foram as formas que o postulante encontrou para se apresentar mais leve na campanha deste ano, bem diferente do que aconteceu no pleito de quatro anos atrás. “A nossa candidatura vai ser apresentada de forma leve, não vai ser de agressão. Todo nosso foco tem que ser nas nossas propostas. Não vamos gastar um segundo sequer para atacar adversário”, disse Wagner em entrevista coletiva na Câmara.

De acordo com ele, por aparecer em primeiro lugar em pesquisas internas feitas até aqui, “não faz sentido atacar os adversários”. Ele afirmou ainda que ao ser atacado vai avaliar como responder. Wagner lembrou que foi líder da oposição na Câmara Municipal e ainda assim mantém diálogo de respeito com a liderança da base governista.

O republicano também destacou o respeito que sempre teve para com o candidato Sarto, e desejou o pronto restabelecimento do adversário. “O prefeito que ganhar a eleição tem que manter essa boa relação com a Câmara. Não temos como aprovar projetos sem esta Casa. Essa visita é para demonstrar que queremos esse diálogo permanente”, disse o postulante.

“São 11 candidatos e qualquer que seja o candidato que venha a sair do debate, isso traz problemas para a Democracia. Espero mesmo que ele consiga apresentar as propostas. Acho que é um prejuízo pra a candidatura dele. O eleitor quer conhecer o candidato, e quem está indo para as ruas são seus apoiadores. O eleitor quer conhecer o candidato”,  (Capitão Wagner)

Para Wagner, a maior demanda da população neste momento é por emprego. De acordo come ele, a Prefeitura precisa fazer parcerias com o setor produtivo. Ele apresentou como proposta a isenção de tributos municipais por até um ano para empresas que se instalarem na cidade. “Temos muitas ideias nesta área, e esperamos que com essa aproximação com o setor produtivo a gente possa gerar esses empregos”.

Capitão Wagner será o primeiro a se apresentar na propaganda eleitoral no rádio e TV nesta sexta-feira (09), e segundo ele, apesar de muitas das pessoas menosprezarem a televisão, a maioria dos eleitores se informa através deste meio de comunicação. “Assim como aconteceu na campanha passada, a gente teve a sorte de ser o primeiro a se apresentar. A gente tem que tentar segurar a atenção do eleitor”.

Base

Durante a visita de Wagner à Câmara Municipal, na manhã desta quarta-feira (07), poucos vereadores da base governista permaneceram no Plenário Fausto Arruda. O presidente da Casa, Antônio Henrique (PDT), e o líder do Governo, Esio Feitosa (PSB), não estavam na sede do Poder Legislativo.

Irmão de Sarto, o vereador Elpídio Nogueira (PDT), se retirou do plenário da Casa logo que Wagner entrou no espaço. Um dos principais críticos do postulante, o vereador Eron Moreira (PDT) resolveu fazer foto com o opositor e elogiá-lo pela atuação política.

Plenário

Julierme Sena (PROS), Márcio Martins (PROS) e Priscila Costa (PSC), aliados de Wagner, citaram Wagner como o futuro prefeito de Fortaleza. Vereadores governistas presentes também destacaram a trajetória do postulante. Enquanto o painel eletrônico registrava a presença de 34 parlamentares, somente 14 estavam no plenário no momento da visita.

A presença de Wagner na Casa Legislativa gerou vários momentos de aglomerações. O próprio candidato alertou para a quantidade de pessoas no local, mas destacou que muitas das vezes é inevitável reunir pessoas, principalmente, em momento de campanha.

 

FONTE: Blog do Edson Silva

Veja Mais