Coberturas
CMFor recebe Agefis, Guarda Municipal e AMC para balanço das atividades durante pandemia
Home Últimas Notícias CMFor recebe Agefis, Guarda Municipal e AMC para balanço das atividades durante pandemia

 

Mais uma reunião aberta virtual com gestores municipais é realizada pela Casa Legislativa por intermédio da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Coronavírus. Desta vez, os convidados foram Júlio Santos, superintendente da Agefis; Rômulo Reis, diretor-geral da Guarda Municipal; e Arcelino Lima, superintendente da AMC.

Segundo o presidente do Legislativo Municipal, vereador Antônio Henrique (PDT), o objetivo da reunião é promover a transparência dos órgãos quanto às atividades de fiscalização e prevenção relacionados à Covid-19. Na ocasião, os gestores apresentaram o balanço das ações realizadas no enfrentamento à pandemia na cidade.

O superintendente da Agefis, Júlio Santos, começou falando sobre as novas ações de fiscalização adaptadas ao início da flexibilização do isolamento social. As equipes estão indo aos shoppings para verificar o cumprimento das medidas preventivas, além de orientar a população e lojas acerca do distanciamento social de 1,5 metro em filas, e distribuir máscaras de tecido.

Só na última terça-feira (9), segundo ele, onze estabelecimentos comerciais foram fechados no Centro da cidade por funcionamento em horário não permitido, 79 estabelecimentos foram fechados por descumprimento ao decreto de isolamento social e 46 ambulantes foram orientados a desocuparem praças e calçadas.

Desde o início do isolamento social rígido, a Agefis realizou mais de 1.584 ações de monitoramento e dispersão de aglomerações, 78 operações para o encerramento das feiras irregulares e também ordenamento de filas de lojas e de agência bancárias. Cerca de 2.500 pessoas são abordadas por dia no entorno de agências bancárias e lotéricas. A Agência também faz a distribuição diária de 5.000 máscaras de tecido e álcool em gel 70%.

Arcelino Lima, superintendente da AMC, listou um conjunto de ações realizadas pelo órgão responsável pelo trânsito na cidade que objetivam auxiliar na fiscalização do cumprimento dos decretos de isolamento. São elas:

  • Suspensão de prazos que poderiam fazer o cidadão buscar o atendimento presencial;
  • Monitoramento do fluxo veicular e de indicadores de segurança viária;
  • Rotas volantes disseminando informações preventivas em pontos de aglomerações;
  • Sinalização e orientação no entorno das agências bancárias com distribuição de máscaras
  • Ordenamento de filas;
  • Campanha midiática com disseminação de informações sanitárias com foco no motociclista de delivery;
  • Barreiras educativas de controle veicular para a circulação restrita a serviços essenciais;
  • Isolamento do Centro com bloqueios viários.

Ao todo, segundo o superintendente, foram 575 pontos vistoriados, mais de 90 barreiras sanitárias, além do monitoramento sistemático na variação dos padrões de deslocamento e segurança viária. Arcelino destacou a redução no registro de acidentes durante o isolamento social, mas que apesar disso, um risco maior surgiu relacionado às infrações de excesso de velocidade e avanço de semáforo vermelho.

Conforme apresentou o diretor-geral Rômulo Reis, a Guarda Municipal de Fortaleza tem atuado de forma integrada com a AMC e Agefis, realizando atividades que visam o combate de aglomerações em praças, terminais de integração, bancos, lotéricas, feiras e outros.

Rômulo destacou a Operação Fortitudine, que inclui orientações internas com novos procedimentos de abordagem, distribuição de EPIs para os agentes, fiscalização de veículos e distribuição de máscaras de tecido a população. Além desta, o diretor-geral falou sobre a Operação Tolerância Zero na Barra do Ceará que ocorreu por duas semanas durante o isolamento social rígido. Nesta foram feitas remoção de veículos, mandados de prisão, autos de infração, apreensão de arma de fogo e munição.

A GMF trabalhou no controle permanente de acesso das pessoas e veículos na ponte da barra do ceará e no controle pontual de acesso da Avenida Washington Soares e Avenida Dioguinho. Ainda, mais de 24 mil pessoas foram abordadas para conscientização no último mês em quadrantes próximos às torres de segurança.

Veja Mais