Coberturas
Célio Studart defende medidas enérgicas para país conter novo coronavírus
Home Últimas Notícias Célio Studart defende medidas enérgicas para país conter novo coronavírus

O deputado federal Célio Studart (PV-CE) defendeu, por meio de suas redes sociais, medidas enérgicas dos governos para conter a proliferação do novo coronavírus no Brasil. “É hora de agir com firmeza enquanto ainda temos o tempo. Que os entes federados do Brasil, começando pelo Governo Federal, tomem medidas enérgicas proibindo, sim, aglomerações”, alertou.
Ciente da gravidade do momento, Célio participará das sessões plenárias nesta semana em Brasília. Nesta segunda-feira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou que a Casa dará prioridade às demandas enviadas pelo governo para combater os efeitos do coronavírus.
“Seguirei em Brasília pra que possamos votar  o que for importante para o Brasil acerca das medidas necessárias para combater essa questão. Estamos unidos para apoiar as medidas. O Ceará pode ter certeza de que tem um deputado federal responsável e preocupado com essa questão”, apontou.
Como medida de prevenção, Célio Studart decidiu promover um rodízio da equipe no gabinete, com a adoção do regime de home office para os que não estiverem no local de trabalho. Com isso, o parlamentar diminui os riscos de contaminação ao mesmo tempo em que mantém o gabinete operante.
BOM EXEMPLO NO DFNa avaliação do parlamentar, de todos os governos, o do Distrito Federal é o que está mais atento para medidas rápidas e enérgicas de prevenção. Entre as medidas adotadas pelo GDF desde a quarta-feira da semana passada estão a suspensão das aulas em escolas públicas e privadas, com o pagamento de bolsa alimentação a alunos carentes, e o fechamento de academias e museus.
Para se ter uma ideia, na Itália o número de mortos já passa de 2 mil. De acordo com balanço do Ministério da Saúde, no Brasil são 234 casos confirmados. “A Itália está sofrendo desta forma porque negligenciou a potência que o novo coronavírus poderia ter. O Brasil tem a oportunidade neste começo de não negligenciar”, avaliou.
Para o deputado, transtornos provocados pela mudança temporária na rotina da população são inevitáveis. “Que jovens e adultos saibam que perder um pouco da nossa liberdade hoje pode garantir a vida das pessoas do grupo de risco amanhã”, apontou.
Diante disso, Célio pediu precaução para as pessoas não transmitirem o vírus, mesmo que não façam parte do segmento mais vulnerável. “Você talvez não esteja no grupo de risco, mas seus pais, avós e familiares podem estar, e você pode transmitir”, explicou o deputado aos seus seguidores.
Como alertou o parlamentar, o Brasil é um país de proporções continentais e com uma população altamente vulnerável.  “Nosso sistema de saúde não está pronto para o caos. As medidas preventivas orientadas pelos profissionais da saúde devem ser completamente seguidas, sem exceções”, enfatizou.
“Uma vacina vai chegar, mas não existe vacina para a morte. Preserve seus familiares”, concluiu o deputado, que preside no Congresso a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Enfermagem. Esses profissionais estão exercendo papel de protagonismo no combate à transmissão da doença.

Veja Mais