Coberturas
Bolsa Esporte, um projeto de indicação, é aprovado com unanimidade pela CMFor
Home Últimas Notícias Bolsa Esporte, um projeto de indicação, é aprovado com unanimidade pela CMFor

 

De autoria do vereador Júlio Brizzi (PDT), o projeto de indicação, Bolsa Esporte, foi aprovado durante sessão virtual, com unanimidade, pelos vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor). O processo segue em tramitação e será enviado para a avaliação do Poder Executivo.

“Quero agradecer aos colegas vereadores que apoiaram o projeto. Investir no esporte é dar oportunidade para a nossa juventude da periferia, é olhar com carinho para as crianças e adolescentes, e permitir que eles cuidem da saúde e da mente, tenham disciplina, aprendam o que o esporte nos proporciona”, afirma.

Júlio Brizzi tem defendido muito a política de esporte como uma política prioritária da gestão pública. Segundo ele, é uma política que tem que ser estratégica, pois ela trabalha com diversos públicos ao mesmo tempo, tem um custo per capita menor do que outras políticas públicas e tem efeitos de curto, médio e longo prazo.

“Pude vivenciar isso com mais intensidade, durante os cinco anos e meio que passei com o ex-prefeito, Roberto Cláudio, coordenando a juventude da cidade. Quando começamos nosso trabalho na Rede Cuca, em 2015, havia apenas 15 modalidades esportivas, e em 2018, evoluímos para 28. Uma dessas novas modalidades, por exemplo, é a de Crossfit, um esporte caro. Atualmente, tem um Box de Crossfit em cada unidade do Cuca, no mesmo nível de escolas e academias particulares da cidade”, expõe Júlio.

 

Bolsa Esporte

 

O Bolsa Esporte é uma proposta construída pelas Federações Esportivas. Agora, como projeto de indicação, vai para a avaliação do Poder Executivo. O projeto disponibiliza as categorias “Bolsa Atleta”, beneficiando jovens atletas e paratletas, e “Bolsa Treinador”, com o objetivo de estimular financeiramente o profissional que tem significativa participação na vida desses jovens. Júlio Brizzi destaca ainda, a importante contribuição de Renato Lima, secretário de Governo, que também está apoiando e ajudando para que o Bolsa Esporte e a segunda edição do Bolsa Jovem, aconteçam o quanto antes.

“Aqui fica minha homenagem também aos profissionais e professores de educação física, que contribuíram com esse projeto. Assim como as Federações Esportivas aqui do Estado do Ceará, agradeço demais, pois trabalhamos juntos em prol da política de esporte, criamos as Olimpíadas da Juventude, a Super Copa, a Coparena Fortaleza da Juventude e Areninhas na cidade inteira. Entre diversos outros projetos como o “Voa Juventude”, que deu passagem e hospedagem para centenas de atletas da cidade, que treinam fortemente, mas não têm recursos para competir”, explica o vereador.

Ainda na gestão do ex-prefeito, Roberto Cláudio, conseguiram criar o Programa Bolsa Jovem. Atualmente, Júlio Brizzi continua lutando para conseguir ter uma segunda edição do projeto o quanto antes. O Programa beneficiou, aproximadamente, 2 mil jovens com idade entre 15 e 29 anos, que atuam em áreas desportivas, culturais e de lideranças sociais juvenil. O Bolsa Jovem tem como objetivo garantir aos jovens em situação de vulnerabilidade social, condições para apoiar o desenvolvimento de forma contínua das suas habilidades, por meio da concessão de benefício financeiro.*Bolsa Esporte, um projeto de indicação, é aprovado com unanimidade pela CMFor*

De autoria do vereador Júlio Brizzi (PDT), o projeto de indicação, Bolsa Esporte, foi aprovado durante sessão virtual, na tarde desta sexta-feira (16), com unanimidade, pelos vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor). O processo segue em tramitação e será enviado para a avaliação do Poder Executivo.

“Quero agradecer aos colegas vereadores que apoiaram o projeto. Investir no esporte é dar oportunidade para a nossa juventude da periferia, é olhar com carinho para as crianças e adolescentes, e permitir que eles cuidem da saúde e da mente, tenham disciplina, aprendam o que o esporte nos proporciona”, afirma.

Júlio Brizzi tem defendido muito a política de esporte como uma política prioritária da gestão pública. Segundo ele, é uma política que tem que ser estratégica, pois ela trabalha com diversos públicos ao mesmo tempo, tem um custo per capita menor do que outras políticas públicas e tem efeitos de curto, médio e longo prazo.

“Pude vivenciar isso com mais intensidade, durante os cinco anos e meio que passei com o ex-prefeito, Roberto Cláudio, coordenando a juventude da cidade. Quando começamos nosso trabalho na Rede Cuca, em 2015, havia apenas 15 modalidades esportivas, e em 2018, evoluímos para 28. Uma dessas novas modalidades, por exemplo, é a de Crossfit, um esporte caro. Atualmente, tem um Box de Crossfit em cada unidade do Cuca, no mesmo nível de escolas e academias particulares da cidade”, expõe Júlio.

 

*Bolsa Esporte*

 

O Bolsa Esporte é uma proposta construída pelas Federações Esportivas. Agora, como projeto de indicação, vai para a avaliação do Poder Executivo. O projeto disponibiliza as categorias “Bolsa Atleta”, beneficiando jovens atletas e paratletas, e “Bolsa Treinador”, com o objetivo de estimular financeiramente o profissional que tem significativa participação na vida desses jovens. Júlio Brizzi destaca ainda, a importante contribuição de Renato Lima, secretário de Governo, que também está apoiando e ajudando para que o Bolsa Esporte e a segunda edição do Bolsa Jovem, aconteçam o quanto antes.

 

“Aqui fica minha homenagem também aos profissionais e professores de educação física, que contribuíram com esse projeto. Assim como as Federações Esportivas aqui do Estado do Ceará, agradeço demais, pois trabalhamos juntos em prol da política de esporte, criamos as Olimpíadas da Juventude, a Super Copa, a Coparena Fortaleza da Juventude e Areninhas na cidade inteira. Entre diversos outros projetos como o “Voa Juventude”, que deu passagem e hospedagem para centenas de atletas da cidade, que treinam fortemente, mas não têm recursos para competir”, explica o vereador.

 

Ainda na gestão do ex-prefeito, Roberto Cláudio, conseguiram criar o Programa Bolsa Jovem. Atualmente, Júlio Brizzi continua lutando para conseguir ter uma segunda edição do projeto o quanto antes. O Programa beneficiou, aproximadamente, 2 mil jovens com idade entre 15 e 29 anos, que atuam em áreas desportivas, culturais e de lideranças sociais juvenil. O Bolsa Jovem tem como objetivo garantir aos jovens em situação de vulnerabilidade social, condições para apoiar o desenvolvimento de forma contínua das suas habilidades, por meio da concessão de benefício financeiro.

Veja Mais