Coberturas
Banco do Nordeste comemora 67 anos de promoção ao desenvolvimento regional
Home Últimas Notícias Banco do Nordeste comemora 67 anos de promoção ao desenvolvimento regional

Imagem relacionada

 

 “Ser banco de desenvolvimento é gerar transformações de pessoas, de comunidades, de municípios, de territórios e da Região”. Assim o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, definiu o propósito da instituição na abertura do XXV Fórum BNB de Desenvolvimento, que celebra os 67 anos da instituição, na sua sede, em Fortaleza.

Durante a cerimônia, foram homenageadas personalidades com a Comenda Banco do Nordeste de Desenvolvimento Regional. Na categoria Político-institucional, foram reconhecidos o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro, e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, representada pelo assessor especial Danilo Forte. O empreendedor pernambucano Jorge Petribú foi homenageado na categoria Empresarial e o trabalho do professor alagoano Krerley Irraciel Martins Oliveira foi reconhecido na categoria Acadêmica.

O presidente Romildo destacou três grandes eixos de atuação do Banco do Nordeste: aplicar o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) com cada vez mais eficiência; avançar no microcrédito, segmento em que o BNB é líder de mercado e tem o maior programa da América do Sul, o Crediamigo; e ser o banco das micro, pequenas e médias empresas de sua área de atuação, que inclui os nove Estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Em seu discurso, o ministro Gustavo Canuto ressaltou o tema do Fórum de Desenvolvimento: “Empreendedorismo e Inovação”. “Precisamos empreender e inovar. Empreender é acreditar em um sonho e agir, e inovar é persistir. Mas, para persistir, são necessários recursos. E é aí que esta instituição exemplar entra em cena, com o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste”, indicou.

O evento é realizado em paralelo com o XXIV Encontro Regional de Economia, promovido em parceria com a Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (Anpec). O presidente da Anpec, Roberto Meurer, ressaltou que a maioria dos trabalhos apresentados e premiados são de pesquisadores nordestinos. “A parceria do setor produtivo com a universidade é perfeitamente possível”, declarou.

Apoio à inovação nas MPEs

A programação do fórum inclui também o lançamento do edital Fundeci 01/2019 de Subvenção Econômica para Inovação em Empresas da Região Nordeste e do Norte dos Estados do Espírito Santo e de Minas Gerais, no valor de R$ 5 milhões. O Banco do Nordeste apoiará micro e pequenas empresas, com valores entre R$ 60 mil e R$ 300 mil por projeto que tenha como finalidade o desenvolvimento de novos produtos, serviços ou processos ou a agregação de novas funcionalidades ou características aos já existentes.

As propostas podem ser enviadas até o dia 2 de setembro, via Sistema de Gerenciamento de Convênios. As empresas têm até 28 de agosto para habilitarem-se a utilizar a plataforma. Os recursos para apoio financeiro não reembolsável são oriundos do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci). O edital está disponível na internet no endereço www.bnb.gov.br/fundeci.

Veja Mais