Coberturas
Após indeferimentos e renúncias, nenhum partido tem chapa cheia na disputa por vagas na Câmara de Fortaleza
Home Últimas Notícias Após indeferimentos e renúncias, nenhum partido tem chapa cheia na disputa por vagas na Câmara de Fortaleza

 

Apesar de terem feito um esforço considerável para apresentar chapa completa, com 65 candidatos, para as eleições proporcionais deste ano em Fortaleza, os partidos políticos não conseguiram atingir esta meta. De acordo com levantamento feito pelo Blog do Edison Silva, devido a indeferimentos de candidaturas e renúncias, atualmente, nenhuma agremiação possui a quantidade completa de postulantes para as 43 vagas na Câmara Municipal.

O levantamento feito mostra que, atualmente, existem 1.333 candidatos aptos a disputar a vaga de vereador de Fortaleza. Com o fim das coligações proporcionais, o pleito deste ano fez com que os dirigentes partidários buscassem preencher ao máximo todos os espaços em suas legendas, e dessa forma, ter mais chances de eleição de seus quadros, bem como maior distribuição do fundo eleitoral.

Algumas dessas siglas até apresentaram atas com 65 candidatos – o número máximo de cada chapa para a disputa em Fortaleza. No entanto, no decorrer do processo eleitoral, a Justiça foi rejeitando algumas candidaturas. Em outros casos, os próprios candidatos desistiram da postulação, como aconteceu com o vereador Casimiro Neto e o ex-vereador Wilame Correia, ambos do MDB.

Outros, mesmo com pedido de registro de candidatura indeferido, entraram com recurso e continuam na disputa, como é o caso dos vereadores Dr. Porto (PDT) e Marcelo Lemos (PSL), e do ex-vereador “AOndeé”. Os três caíram na Lei da Ficha Limpa.

Com essas alterações no decorrer da campanha, ocorreram mudanças também na força das candidaturas majoritárias, uma vez que quando um candidato renuncia ou tem seu registro indeferido, ele deixa de ajudar o postulante a prefeito. Dessa forma, Sarto (PDT) aparece com 543 candidatos a vereador apoiando sua candidatura, enquanto que Capitão Wagner (PROS) vem logo em seguida, com 440 aliados em busca de uma vaga na Casa Legislativa.

O Democratas (DEM), que chegou a apresentar 65 candidatos, teve uma candidatura indeferida e outra pendente de julgamento. O PDT, maior partido com representantes na Câmara Municipal de Fortaleza tem três candidaturas indeferidas com recurso, dentre elas a de Dr. Portinho. O PTB também indicou chapa completa para a disputa, mas teve cinco candidaturas indeferidas, das quais três estão com recurso.

Rede Sustentabilidade, por enquanto, segue com 64 candidatos a vereador, ainda que seis tenham entrado com recurso contra indeferimento pela Justiça Eleitoral.  O PL apresentou 47 candidatos, mas dois foram indeferidos, enquanto que o PSB aparece com 63.

PSDB tem 38 candidatos aptos para a disputa, tendo apenas uma renúncia e um indeferimento em recurso. O PSD aparece com 54 candidatos, e o Cidadania com 62, estando também com um registro de candidatura indeferido com recurso e uma renúncia. O PP registrou apenas 38 candidaturas, todas deferidas pela Justiça Eleitoral.

Na coligação que apoia Capitão Wagner, o Avante apresentou 47 candidatos, mas dois foram indeferidos. O PTC teve um indeferido, e aparece no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com 59 postulantes, dois a mais que o PMN, que teve duas candidaturas indeferidas. Já o PMB, com 62 candidatos, teve três registros negados pela Justiça.

O PSC apresentou 64 candidaturas, mas uma foi indeferida e agora a sigla tem 63 postulantes. Já o Podemos teve todos os seus 46 pedidos de registro de candidatura deferidos pela Justiça Eleitoral, assim como o Republicanos, que não teve nenhum problema com os seus 43 candidatos.

O PROS, partido de Capitão Wagner, foi o único partido da coligação com chapa cheia, mas um dos postulantes, Eudes Combate, renunciou e a sigla passou a ter 64 concorrentes na disputa deste ano.

Isolado, o PT de Luizianne Lins conseguiu uma chapa com 56 candidatos. No entanto, no decorrer da campanha, seis dessas candidaturas foram indeferidas, sendo três aguardando recurso e um postulante renunciou. Atualmente, a deputada federal possui 52 petistas atuando em prol de sua candidatura em Fortaleza.

A coligação que defende a candidatura de Renato Roseno, formada por PSOL e PCB, possui apenas 26 candidatos. Lembrando que o PCB não apresentou candidatos. O Patriota, de Samuel Braga, teve um candidato indeferido e está, atualmente, com 59 postulantes.

Campanha

Anizio Melo e o PCdoB construíram uma chapa com 49 candidatos a vereador enquanto que Paula Colares, do UP, apenas três. A coligação que apoia Heitor Férrer, formada por Solidariedade (SD) e MDB tem 55 candidatos a vereador, sendo 16 do primeiro e 39 do segundo.

A sigla emedebista chegou a apresentar 42 candidatos a vereador, mas três deles renunciaram, dentre os quais o vereador Casimiro Neto e o ex-vereador Wilame Correia. Ambos passaram a apoiar Adams Gomes (DEM), filho do deputado estadual Tin Gomes (PDT), que trabalha na campanha para eleger Sarto.

Majoritária

Heitor Freire, que é candidato pela coligação formada por PSL e PRTB, registrou ata com 65 candidatos. No entanto, três pedidos foram indeferidos pela Justiça, cinco aguardam recurso e três renunciaram. Por enquanto, ele conta com 59 aliados na disputa a vereador que apoiam sua candidatura a prefeito.

Já Célio Studart (PV) conseguiu construir uma chapa com 35 candidatos, sendo que um renunciou. O NOVO, que não conseguiu lançar um nome para a disputa majoritária, tem apenas 10 candidatos a vereador, enquanto que o PSTU, que também desistiu de candidatura própria a prefeito, apresentou apenas três quadros para a disputa à uma das 43 vagas na Câmara Municipal de Fortaleza.

Candidatos por coligação/partido

“Coligação Fortaleza Cada Vez Melhor”  (PP, PDT, PTB, Rede, PL, DEM, PSB, PSDB, PSD, Cidadania) – 543 candidatos a vereador

“Coligação Uma Fortaleza de Todos” (Avante, DC, PTC, PMN, PMB, PSC, PODE, REPU, PROS) – 440 candidatos a vereador

“Coligação Fortaleza Livre” (PSL, PRTB) – 59 candidatos a vereador

“Coligação Compromisso e Experiência Fazem a Diferença” (SD, MDB) – 55 candidatos a vereador

“Coligação Organizar a Luta e a Esperança” (PSOL, PCB– 26 candidatos a vereador

Patriota – 59 candidatos a vereador

PT – 52 candidatos a vereador

PCdoB – 49 candidatos a vereador

PV – 34 candidatos a vereador

UP – três candidatos a vereador

 

Apenas candidaturas proporcionais

NOVO – 10 candidatos a vereador

PSTU – 03 candidatos a vereador

 

Partidos sem candidatos a vereador no pleito deste ano

DC*
PRTB*
PCO**
PCB*

*apesar de coligados na majoritária, não apresentaram quadros para a disputa proporcional. 

**partido tem candidatura majoritária indeferida com recurso e não apresentou nenhum nome para a disputa proporcional

Veja Mais