Coberturas
AL lança pesquisa sobre vulnerabilidade de meninas vítimas de homicídio
Home Últimas Notícias AL lança pesquisa sobre vulnerabilidade de meninas vítimas de homicídio

AL lança pesquisa sobre vulnerabilidade de meninas vítimas de homicídio

 

O Comitê de Prevenção e Combate à Violência da Assembleia Legislativa do Ceará lança, nesta sexta-feira (25/09), às 15h, o relatório de pesquisa “Meninas no Ceará: a trajetória de vida e de vulnerabilidades de vítimas de homicídio”. O evento será transmitido ao vivo, de forma remota, pela TV Assembleia (canal 31.1), rádio FM Assembleia (96,7 MHz) e demais mídias da Casa (Facebook, Youtube e streaming da AL no site www.al.ce.gov.br).

O evento on-line contará com a participação do presidente da Casa, deputado José Sarto (PDT); do relator do comitê, deputado Renato Roseno (Psol); da coordenadora da pesquisa, Daniele Negreiros; da secretária executiva da Anistia Internacional, Jurema Werneck, e da jurista e aposentada da Procuradoria-Geral da República, Deborah Duprat. O comitê ainda aguarda confirmação da participação da vice-governadora Izolda Cela.

A pesquisa “Meninas no Ceará: a trajetória de vida e de vulnerabilidades de vítimas de homicídio” analisa marcadores de raça, classe, gênero e território na história de vida e nas circunstâncias de morte de meninas assassinadas em 2018 no Ceará. Naquele ano, quando houve redução de casos tanto para a população geral quanto para meninos da mesma faixa etária, meninas adolescentes de 10 a 19 anos foram as principais vítimas da violência letal no Estado. Em 2018, foram assassinadas 114 meninas no Ceará, representando um aumento de 42% em relação ao ano anterior e de 322% comparado a 2016. Em Fortaleza, os aumentos foram de 90% comparado a 2017 e de mais de 400% comparado a 2016.

Seguindo a mesma metodologia do primeiro relatório publicado, Cada Vida Importa, o comitê buscou reconstruir a história de vida de adolescentes vítimas e propor recomendações de prevenção de homicídios. “O maior desafio dessa pesquisa foi adentrar novamente a casa de mães, avós, tias e primas das vítimas de homicídio, anos após o lançamento do relatório Cada Vida Importa, e perceber que não só as famílias estavam mais empobrecidas e vulneráveis, como o problema atingiu um público que não tinha sido, até então, as meninas”, explica Daniele Negreiros, coordenadora da pesquisa e assessora técnica do comitê.

O lançamento trará uma ampla discussão sobre os temas levantados a partir das análises da pesquisa e também sobre a urgência da implementação das recomendações baseadas em evidências.

SERVIÇO

Lançamento do relatório de pesquisa “Meninas no Ceará: a trajetória de vida e de vulnerabilidades de vítimas de homicídio”
Data: 25 de setembro (sexta-feira), às 15h
Local: TV Assembleia (canal 31.1), rádio FM Assembleia (96,7 MHz), Facebook, Youtube e streaming da Assembleia Legislativa do Ceará (www.al.ce.gov.br)

Veja Mais