Coberturas
Projeto 100%CE é apresentado na FIEC
Home Últimas Notícias Projeto 100%CE é apresentado na FIEC

 

Na última  quarta- feira, 02/12, o projeto 100% Ceará foi apresentado para representantes do SENAI Ceará e do Centro Internacional de Negócios (CIN) na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). O projeto nasceu por meio da Câmara Setorial de Moda do Ceará, ligada à Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e tem como objetivo resgatar o trade da moda no Estado que vem sofrendo devido a questões como a pirataria, a informalidade, a falta de acesso ao crédito e entraves tributários.

De acordo com o presidente da Câmara Setorial de Moda do Ceará e do Sindicato das Indústrias de Confecções de Roupas e Vestuário do Ceará  (Sindroupas), Lélio Matias, as ações a serem implementadas fazem parte de um projeto maior, de longo prazo, que deve impactar o setor pelos próximos 20 anos.

O programa reúne os dois principais eventos de moda do Ceará, o DFB digifest, um festival online de criatividade, cultura, moda, formação e empreendedorismo, e a Feira Setorial Ceará Fashion Trade (CFT), que atua como ponto de convergência para os setores têxtil, de confecções, calçados e aviamentos.

O projeto contará ainda com diversas ações estratégicas para o trade da moda cearense, como o 100%CE Capacita, um programa de profissionalização que visa levar capacitação a polos produtivos do interior do estado, facilitando o acesso a cursos, workshops e encontros de capacitação e qualificação para micro e pequena empresas, oficinas de costura e confecções, estimulando a redução na informalidade do setor.

O projeto, apresentado por Cláudio Silveira, idealizador do Dragão Fashion Brasil, também prevê a criação de um selo de denominação de origem, que acompanhará todos os artigos produzidos e comercializados dentro do programa 100%CE e funcionará como chancela internacional de qualidade para os produtos do trade de moda do Ceará.

A moda íntima também ganhou um olhar especial dentro do projeto. Nele, estão previstas ações estratégicas para o segmento que, hoje, figura como 2º maior polo de fabricação de lingeries do Brasil.

Lélio Matias destaca que, para que os ganhos previstos no projeto realmente se concretizem, toda a cadeia da moda está unida, o que inclui, entre outros atores, governo estadual,Sindicato da Indústria de Fiação e Tecelagem em Geral no Estado do Ceará (Sinditêxtil), Sindicato das Indústrias de Calçados, Bolsas, Cintos, Luvas e Material de Segurança e Medicina do Trabalho de Sobral (Sincal), Sindicato da Indústria de Confecção de Roupas e Chapéus de Senhora no Estado do Ceará (Sindconfecções) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “Esse projeto faz parte de uma política industrial com foco no desenvolvimento, fortalecimento e resgate da indústria da moda no Ceará”, pontuou Lélio. O projeto segue em construção e deve ser apresentado ao secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Estado, Maia Júnior, no próximo dia 10/12.

Também participaram do encontro, Karina Frota, gerente do CIN, Paulo André Holanda, diretor regional do SENAI Ceará, Daniele Caldas, especialista técnica do SENAI Ceará e Ana Paula Cândido,  secretária do Sindroupas.

 

Veja Mais