Últimas Notícias
Presidente da FIEC e Secretário do Desenvolvimento do Ministério da Economia apresentam ações para redução do custo Brasil
Home Coberturas Presidente da FIEC e Secretário do Desenvolvimento do Ministério da Economia apresentam ações para redução do custo Brasil

 

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) promoveu, na manhã da última  quarta-feira (28/04), a apresentação dos resultados de trabalho conjunto entre a FIEC e o Ministério da Economia para a redução do Custo Brasil. Ricardo Cavalcante, Presidente da FIEC, e o titular da Secretaria do Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Jorge Luiz de Lima, comandaram a ação quando anunciaram ainda a criação de um centro de inteligência na área. Participaram também do evento online Carlos Prado, 1º Vice-Presidente da FIEC; Sampaio Filho,  Diretor de Inovação da FIEC; Maurício Filizola, Presidente do Fecomércio-CE e Guilherme Muchale, Gerente do Observatório da Indústria.

“Essa parceria tem como objetivo diminuir o Custo Brasil. Ele representa um risco não só para nós das indústrias, comércios e serviços, mas para todos nós cidadãos e para os governos, com custos de 1,5 trilhão de reais.  Dinheiro que poderíamos economizar e aplicar em investimentos para o desenvolvimento do país. ”, declarou Ricardo Cavalcante, Presidente da FIEC.

A atividade, realizada em parceria, possibilita três eixos de ação, sendo eles de revisão metodológica e automatização do Custo Brasil, criação de um Centro de Inteligência na área e o desenvolvimento do engajamento social para alcançar essa redução. A ideia é diminuir o conjunto de encargos e burocracias que atrapalham o crescimento do país, o aumento da produtividade das companhias, das indústrias, e a melhora dos ambientes de negócios.

Considerado um dos maiores bancos de dados mundiais, o Observatório da Indústria da FIEC será o centro de informações do Ministério da Economia para o mapeamento, identificação de áreas críticas de  ambiente de negócios e competitividade. Ele disponibilizará ainda infraestrutura tecnológica integrada com plataforma virtual para acesso à informações e indicadores de dinâmica, para a tomada de decisões públicas e privadas para redução do Custo Brasil.

Como entregas, são esperados o ganho de transparência com o desenvolvimento de nota metodológica com estimação do Custo Brasil (1,5 trilhão de reais), aumento da participação e da qualidade das sugestões advindas pelo setor produtivo e da sociedade, através de guia para elaboração de proposição,   entrega de projetos com potencial previsto de 59 bilhões de reais na redução desse custo e portfólio com alcance de R$ 773 bi, além de apoio à concepção e acompanhamento da execução de políticas públicas mais assertivas subsidiadas por dois painéis interativos (territorial e de complexos produtivos), com cobertura para os 5.570 municípios brasileiros e 311 atividades econômicas.

Jorge Luiz de Lima, ressaltou a importância da parceria para a diminuição do Custo Brasil e o fortalecimento de políticas microrregionais, lembrando que com os dados o país poderá entrar em uma nova era de desenvolvimento econômico. “ O Observatório da FIEC é um dos maiores bancos de dados que vi em minha vida. Ele possibilita direcionamentos de políticas públicas, tem todos os dados necessários para promovê-las de forma única para cada município, estado e para o país. Temos que lembrar que nossos estados têm peculiaridades de países e que precisamos identificá-las de forma individualizada. Com essa parceria, ganha o país como um todo”, declarou o secretário do Desenvolvimento do Ministério da Economia.

A Cooperação permitirá ainda a prospecção de inteligência competitiva, através de estratégia adaptada para as especificidades das instituições, com objetivo de identificar oportunidades e antecipação às mudanças em diversas dimensões do processo de tomada de decisões.

Veja Mais